Taurina nos Gatos e sua importância – Pet Friends World

Taurina nos Gatos e sua importância

Agosto 01, 2021

Taurina nos Gatos e sua importância

O que é a Taurina?

Taurina nos Gatos e sua importância. A taurina é um aminoácido essencial para o correto funcionamento do organismo do gato e pode ser obtido através alimentação ou suplementos/vitaminas.

É um aminoácido rico em enxofre e pode ser encontrado nos tecidos e órgãos de todo o corpo, incluindo músculos, coração, cérebro e retina

Atua como antioxidante, protege as células “boas” e regula a água e o sódio nas células do corpo. Também estimula o crescimento muscular, permite que o fígado trabalhe melhor e ajuda na formação de sais biliares, o que possibilita a digestão de gorduras ou outras substâncias.

No post de hoje vamos falar sobre a importância da Taurina no Gatos, assim como os benefícios e deficiências para os nossos de quatro patas!

 

taurina-nos-gatos-e-sua-importancia

Benefícios da Taurina no organismo dos Gatos:

  • Atua como antioxidante que ajuda a proteger contra o envelhecimento;
  • Regula a hidratação;
  • Estimula o crescimento muscular;
  • Regula a visão e suporte à retina;
  • Promove uma boa audição;
  • Promove a saúde reprodutiva;
  • Preservação das funções cardíacas e vasculares e na resposta ao sistema imunológico;
  • Com ação antibacteriana na pele do animal, funciona como uma espécie de capa protetora.

 

Quais são os alimentos que, naturalmente, contêm taurina?

  1. Frango, Vitela (músculos e órgão internos: fígado e coração);
  2. Ovos: ovos de galinha, pato, codorniz (possuem uma boa concentração de taurina);
  3. Peixes e frutos do mar: camarões, sardinhas, atum, salmão (a concentração de taurina é inferior em relação às carnes)

 

Deficiência de taurina em gatos:

A deficiência de taurina está associada a alterações no organismo que, se não for tratamento corretamente, origina as seguintes patologias:

  • Degeneração central da retina dos felinos – DCRF;
  • Cardiomiopatia dilatada dos felinos – CMD;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Alterações congénitas;
  • Resposta imune inadequada;
  • Falhas reprodutivas (baixo número de fetos, reabsorção fetal, abortos);
  • Desenvolvimento fetal insuficiente (baixo peso ao nascimento, baixo crescimento neonatal, baixa taxa de sobrevivência dos filhotes);
  • Hiper agregação das plaquetas.

 

Como os gatos não produzem este aminoácido em quantidade suficiente para suprir as necessidades do seu organismo, ofereça uma alimentação equilibrada, cujo ingrediente principal seja a carne e com maior percentagem de vísceras. Evite dar rações que contenham cereais e subprodutos de animais.

Portanto, não deixe de consultar o seu médico veterinário, fazer os check-ups, eles são muito importantes para garantir o melhor funcionamento do organismo do seu gato!

Carrinho de compras
Produto adicionado ao carrinho com sucesso. Vêr carrinho de compras

Subscreva a nossa newsletter!

Receba todas as novidades e artigos do nosso blog!


    WhatsApp