Otite Canina: Fique a saber como pode identificar estes sinais no seu cão

Conheça estes 10 sinais de otite canina

Janeiro 09, 2020

A otite canina carateriza-se por uma infeção ou inflamação do canal auditivo. Assim sendo, é importante estar atento a certos sinais que evidenciam que o seu cão pode estar prestes a desenvolvê-la. E porque é que é importante estar atento? É simples! Porque esta patologia passa muitas vezes despercebida.

Existem várias causas para o seu cão desenvolver uma otite. No entanto certas raças de cães, devido à sua fisionomia demonstram predisposição para o seu desenvolvimento.

Os cães mais afetados são os de orelhas caídas, peludas e grandes. Isso porque o interior desse ouvido torna-se o ambiente ideal para a proliferação de microrganismos.

Apesar de cães com estas características serem os mais afetados, qualquer cão ou gato pode desenvolver uma otite.

Existem outros fatores que também podem tornar o cão mais suscetível ao desenvolvimento desta patologia, tais como:

  • Alergias de pele (dermatites)
  • Produção excessiva de cera
  • Desregulações hormonais
  • Traumatismo
  • Tumores
  • Presença de corpos estranhos

Apesar de não ser considerada uma patologia grave (quando tratada numa fase inicial), pode causar muita dor e desconforto. E, se não for tratada atempadamente pode provocar sérios danos como a perda de audição.

Assim, estar atento aos sinais de otite no seu melhor amigo é a melhor forma de evitar um problema mais grave. Além disso, na nossa loja de animais online pode encontrar diversas soluções de higiene para limpeza dos ouvidos.

Otite canina: Conheça os 10 principais sinais

Existem alguns sinais de que o seu cão poderá estar com uma otite. De forma a estar atento aos sinais, apresentamo-los de seguida.

1 – Prurido

Os cães com otite coçam muito a zona da cabeça, junto ao ouvido. Isso porque a otite no cão provoca desconforto e prurido, ou seja, comichão.

Os cães podem coçar a cabeça e ouvidos de várias formas, sendo que o mais comum de observar é com as suas próprias patas. Quando o desconforto é muito grande podem chegar até a roçar a cabeça no chão ou nas paredes de forma a tentar aliviar a comichão.

2 – Ferimentos na cabeça e/ou à volta das orelhas

Por se coçarem demasiado os cães podem provocar lesões na pele com as próprias unhas. E, isso pode levar a infeções na pele devido à quantidade de bactérias presentes nas suas unhas.

Muitas vezes os tutores não se apercebem de mais nenhum sinal de otite no cão para além de notarem que o seu cão está cheio de pequenas feridas na cabeça.

Se isto acontecer deve levar o seu cão ao médico veterinário para avaliar a causa das feridas.

3 – Orelha inchada

Mesmo que os cães cocem muito os ouvidos e a zona da cabeça, este é um sinal que pode passar desapercebido aos seus tutores.

No entanto, o ato repetido de coçar estas zonas, para além de provocar feridas pode levar a um trauma. Isso leva a que se forme uma acumulação de sangue pisado dentro da orelha, ao que se chama um Oto hematoma.

Muitos tutores apercebem-se primeiro da presença do Oto hematoma, antes da otite canina. No entanto, para a formação de um Oto hematoma é necessário que haja uma otite crónica. Ou seja, uma otite que já exista há várias semanas.

Se reparar que a orelha do seu cão está inchada deve levá-lo ao veterinário, pois a resolução desta patologia pode passar por drenagem, medicação ou cirurgia (em última instância). E é também essencial fazer o tratamento para a otite.

4 – Mau odor

O mau odor nos cães pode ter várias origens. Pode ser causado pela boca e é daí que advém o mau hálito, ou uma dermatite – infeção na pele. Sempre que se aperceber de um cheiro desagradável, deve tentar procurar a sua origem.

As otites, especialmente aqueles com presença de pus, causam mau odor. E, é importante estar atento para que esta seja tratada logo numa fase inicial.

5 – Presença de líquido anormal no ouvido

É normal os cães apresentarem cera no ouvido, tal como as pessoas. No entanto, é bom estar atento à quantidade, odor e coloração desse mesmo líquido.

Quando existe otite nos cães é normal que estes apresentem uma coloração diferente do castanho claro. Muitas vezes é possível distinguir o tipo de otite através dessa coloração.

No caso de otites causadas por ácaros a cera dos ouvidos é por norma preta ou castanha muito escura. Quando existe uma infeção bacteriana vai existir muito mau odor e a secreção irá apresentar coloração amarelada.

No entanto, para fazer a distinção do tipo de otite é necessária uma citologia auricular. Ou seja, o veterinário retira uma pequena amostra de cerúmen do ouvido e observa ao microscópio.

6 – Abanar a cabeça

Abanar a cabeça também um sinal de otite canina, especialmente se o faz com muita frequência. Quando têm otites, os cães, sentem desconforto e têm a impressão de ter o ouvido tapado. Ao sacudir a cabeça estão a tentar acabar com essa “impressão”.

Abanar muitas vezes a cabeça pode também levar a um traumatismo repetido e provocar um Oto hematoma.

Portanto, se o seu cão sacode a cabeça com muita frequência, ou notou que não o fazia e ultimamente tem este comportamento, pode estar a precisar de uma visita ao veterinário.

7 – Inclinar a cabeça

Quando existe uma otite, é normal que este incline a cabeça para o lado do ouvido afetado.

Isto acontece porque os ouvidos ajudam a regular o equilíbrio. E, havendo uma otite esse centro de equilíbrio fica afetado, levando a que o animal se desequilibre para esse lado.

A falta de equilíbrio e inclinação da cabeça podem ter outras causas, incluindo algumas patologias graves. Portanto se notar que o seu cão está a adotar essa postura deve consultar o seu veterinário.

8 – Perda de audição ou dificuldade em ouvir

As otites, especialmente se crónicas e não tratadas, podem levar a que o seu cão perca a audição. Saber se o seu cão consegue ouvir ou não pode ser difícil, especialmente se for apenas num ouvido.

No entanto existem alguns testes que pode fazer para tentar perceber se ele o consegue ouvir. Pode por exemplo bater palmas ou fazer algum barulho de um lado do ouvido e do outro sem que o cão se aperceba, e tentar ver a sua reação.

9 – Dor ao toque

Regra geral, um cão com uma otite tem dores severas, e, portanto, pode não permitir que lhe toque na zona da cabeça.

Se o seu cão gane, geme ou se desvia quando lhe tenta tocar nessas zonas é possível que se passe algo mais.

10 – Agressividade

A agressividade pode ter várias origens. No entanto, quando se trata de uma alteração comportamental repentina, a causa pode ser uma patologia dolorosa.

Por vezes, os tutores notam uma alteração de personalidade no cão que deixa de permitir que os donos lhe toquem. Este comportamento pode ser uma forma do animal se defender da dor.

Se o seu cão teve uma alteração de comportamento repentina, e sem nenhuma explicação se começou a tornar agressivo, deve consultar o seu veterinário. Ainda que não se trate de uma otite canina, é um comportamento que deve ser avaliado e corrigido com urgência.

 

Carrinho de compras
Produto adicionado ao carrinho com sucesso. Vêr carrinho de compras

Subscreva a nossa newsletter!

Receba todas as novidades e artigos do nosso blog!


    WhatsApp