Insuficiência hepática em Cães – Pet Friends World

Insuficiência hepática em Cães

Julho 17, 2021

Insuficiência hepática em cães

Insuficiência hepática ocorre quando o fígado não funciona de forma adequada e estamos perante um quadro clínico que pode ser muito prejudicial à sua saúde dos cães.

O fígado é um órgão com funções importantes no funcionamento do organismo, tais como a digestão, a conversão de nutrientes e remoção de substâncias tóxicas.

Quer ficar a saber mais sobre a doença? Acompanhe nosso artigo e conheça todas as informações!

 

1 – Insuficiência hepática em cães: o que é?

A insuficiência hepática é caracterizada pelo défice funcional do fígado, desde a produção de proteínas fundamentais, o armazenamento de energia, a excreção de restos metabólicos e a ativação de fármacos.

Numa fase inicial poderá ser difícil detetar os sintomas da doença hepática em cães, uma vez que nessa fase os sintomas podem ser confundidos com os de outras doenças. O cão pode pode apresentar perda de apetite, perda de peso, vómitos e, com menor frequência, diarreia.

Um importante sinal de alerta é observar se o cão passou a beber mais água do que o normal e urina mais vezes; nesta fase convém fazer o despiste e procurar assistência veterinária.

À medida que a doença hepática em cães evolui, o fígado começa a inflamar e suas células morrem. Isso provoca uma alteração morfológica do órgão, que começa a endurecer de maneira irreversível, caracterizando a cirrose.

 

insuficiencia-hepatica-em-caes

Diferentes tipos de hepatite canina:

Os cães podem apresentar diferentes tipos de hepatite, a depender da origem da doença. De seguida, listamos os principais.

  1. Hepatite comum: provoca uma inflamação no fígado pela exposição do organismo a substâncias tóxicas e medicamentos que são capazes de causar danos no órgão. Os sintomas ocorrem quando o dano gerado é grave.
  2. Hepatite autoimune: desencadeada por uma reação do próprio sistema imune do cão que ataca as células do fígado, pois as confunde com agentes patogênicos. Este tipo de hepatite também se conhece como doença hepática autoimune.
  3. Hepatite infeciosa: a inflamação do fígado é provocada pela adenovírus canino Tipo I. Trata-se de uma doença viral e aguda cujo contágio se dá através da urina, água contaminada ou objetos contaminados. Afeta sobretudo os cachorros com idade inferior a 1 ano, e a duração da doença em média oscila entre 5-7 dias, antes de começar a recuperar. Também pode ser designada por hepatite de Rubarth.

 

2 – Causas e Sintomas da insuficiência hepática

Os fatores que podem levar ao desenvolvimento da insuficiência hepática em cães são diversos, e podem estar relacionado à idade avançada, quando é comum surgirem doenças como a disfunção hepática.

Algumas raças de cães também apresentam maior predisposição à doença, como Dobermans, Rottweilers, Yorkshire Terriers e Cocker Spaniels.

Já as raças conhecidas como Bedlingtons e West Highland white terriers, costumam ter dificuldade em excretar o cobre, o que pode afetar o fígado de um cão ou causar hepatite associada ao cobre.

Alguns medicamentos e produtos químicos também podem causar danos no fígado dos cães, bem como infeções virais e bacterianas, ou alteração do fluxo de sangue para o fígado devido à doença cardíaca ou outra anomalia congênita.

 

Sintomas da doença hepática em cães:

  • Perda ou redução do apetite
  • Perda de peso
  • Icterícia (pele amarelada e olhos esbranquiçados)
  • Aumento da sede
  • Vómito ou diarreia
  • Mudanças no comportamento
  • Salivação excessiva
  • Falta de energia ou depressão

 

3 – Tratamento da insuficiência hepática em cães:

O tratamento para insuficiência hepática canina pode é muito importante, e melhora o prognóstico da doença, já que o fígado é o único órgão capaz de regeneração completa.

O médico veterinário pode recomendar, como forma de tratamento, mudanças na dieta alimentar: ração hepática para cães. Fornecer uma quantidade adequada de energia e nutrientes que contribuem com a regeneração de células do fígado.

Além disso, vitaminas diárias e suplemento mineral podem ajudar muito. Se a causa da doença tiver a haver com a infeção bacteriana, o médico veterinário poderá prescrever medicação até que o fígado esteja funcional.

Nunca é demais ressaltar a importância de cuidar da saúde geral do seu patudo, realizando visitas periódicas ao médico veterinário, realização de check-up, e cumprimento do plano de vacinação e desparasitação.

Prevenção é sempre a melhor solução!

Carrinho de compras
Produto adicionado ao carrinho com sucesso. Vêr carrinho de compras

Subscreva a nossa newsletter!

Receba todas as novidades e artigos do nosso blog!


    WhatsApp