Gato deixar de comer: 7 motivos pelos quais isso pode acontecer

O que fazer se o gato deixar de comer?

Novembro 10, 2019
Dr.ª Patrícia Azevedo
Médica Veterinária

O gato deixar de comer deve ser considerado um motivo de preocupação. Não só pela causa associada à falta de apetite, mas também pelas consequências que podem ter impacto na saúde do felino.

Assim sendo, é de extrema importância saber o que fazer se o seu gato não quiser comer e quais os eventuais motivos.

De seguida explicamos-lhe tudo sobre isso.

Gato deixar de comer: Quais são os principais motivos para isso acontecer?

Existem vários motivos que levam um gato a deixar de comer. No entanto é importante distinguir se o animal deixou de comer completamente ou come menos do que o normal.

Quando o gato não come nada, denomina-se de anorexia. Se o gato sofreu uma diminuição do apetite e está a comer menos do que o seu habitual, denominamos hiporexia.

Conheça então os principais motivos para que tal possa acontecer.

1 – Está doente

O gato pode deixar de comer devido a falta de apetite, ou seja, se por algum motivo o gato deixar de sentir fome.

Na maioria das vezes os gatos ficam com falta de apetite por estarem enjoados e nauseados devida a alguma patologia, como por exemplo doenças hepáticas, viroses que afetam o sistema gastrointestinal como a parvovirose, pancreatite ou insuficiência renal.

Quando o gato está doente também pode surgir febre, e, tal como nas pessoas, a temperatura alta causa mal-estar e falta de apetite.

Se o seu gato não quiser comer e não manifestar qualquer outro sintoma pode começar por medir a temperatura retal. Considere contudo que a temperatura normal dos gatos varia entre 38 a 39ºC, com variações de 0,5ºC.

Uma vez que existem várias doenças que podem causar náuseas e vómitos, é aconselhável que leve o animal ao médico veterinário, para ser avaliado. Isso é especialmente importante se o gato estiver a vomitar, pois pode facilmente desidratar.

2 – Intoxicação

Os gatos podem sofrer intoxicações por vários produtos, como determinadas plantas, produtos de limpeza, pipetas de cão, entre outros.

Muitas vezes o animal não exibe qualquer outro sintoma, pelo que se deixar de comer sem razão aparente deve levá-lo a uma consulta.

3 – Stress

Gatos stressados ou ansiosos podem deixar de comer. Existem muitas situações que podem causar stress ao seu gato, como por exemplo:

  • Mudanças de ambiente
  • Mudanças de casa
  • Introdução de um novo animal em casa
  • saída de um membro da família

Se tiver havido alguma alteração na vida do seu gato e repentinamente este deixar de se alimentar não estranhe, pois é possível que esteja stressado.

No entanto, deixar de comer por stress tem as mesmas consequências nefastas na saúde do gato a longo prazo. Portanto é importante tentar acabar com o stress do gato.

4 – Dor

Muitas vezes o gato deixa de comer, mas continua com apetite e muitas vezes até sofre com fome por não conseguir comer.

Por exemplo, problemas na boca, como gengivites, estomatites ou um dente infetado podem levar a que o animal não se consiga alimentar.

5 – Perda de olfato

Os gatos alimentam-se através do cheiro, pelo que muitas vezes, quando cheiram a comida e não gostam do seu cheiro nem sequer a provam.

Assim, se o animal tiver algum problema que condicione o seu olfato pode deixar de se alimentar.

É comum que gatos constipados ou com as vias nasais obstruídas deixem de se alimentar, no entanto, têm fome. Gatos mais velhos podem começar a perder alguns sentidos, um dos quais o olfato, podendo ter mais dificuldades em comer.

6 – Comportamento reprodutivo

Fêmeas com o cio e gatos machos em altura de cio das fêmeas podem ficar stressados e ansiosos com a cópula. Isso pode facilmente fazer com que acabem por perder o interesse pela comida.

Para evitar esta situação pode optar pela esterilização da fêmea e castração do macho.

7 – Não gosta do alimento

Os gatos são muito esquisitos com a comida. Se ultimamente mudou a comida do seu gato e ele deixou de comer ou passou a comer menos, é muito provável que não goste da comida nova.

O que fazer se o gato deixar de comer?

Se o gato deixar de comer existem várias coisas que pode fazer, especialmente para tentar determinar a causa, ou aperceber-se de certos comportamentos, para informar o seu médico veterinário. No entanto, o mais importante é levá-lo a uma consulta.

1 – Oferecer-lhe outra comida

Especialmente nos casos em que mudou a comida do gato, voltar a oferecer a comida antiga pode funcionar como um teste. Assim, vai conseguir perceber se o gato simplesmente não gosta do novo alimento.

2 – Oferecer-lhe comida apetitosa

A maioria dos gatos gosta de comida húmida em mousse ou saquetas, ou então até fiambre ou queijo, alimentos que devem ser evitados, mas podem servir como teste, de forma a perceber se o gato não come nada ou simplesmente está “esquisito”.

É importante conhecer as preferências do seu gato relativamente aos alimentos preferidos. Só assim vai conseguir realizar este teste sem dúvidas. Opte sempre pelos alimentos que o seu gato mais gosta para testar o seu apetite.

3 – Aqueça a comida

A comida húmida liberta mais cheiro quando aquecida alguns segundos no micro-ondas, o que pode fazer com que o gato ganhe mais apetite.

4 – Consulte o médico veterinário

Apesar de todos os testes que possa fazer em casa deve sempre consultar o seu médico veterinário, e informá-lo de todos os pormenores.

Dessa forma, o ele irá avaliar o gato, em conjunto com o historial clínico, exames físicos e exames complementares, de forma a perceber o motivo que o seu melhor amigo tenha deixado de comer.

Consequências do gato deixar de se alimentar

A principal consequência de um gato que deixa de comer é a degeneração hepática que se denomina de lipidose hepática.

A lipidose hepática, ou fígado gordo, ocorre quando o gato deixa de comer mais do que 3 dias. Isso leva a uma rápida mobilização de reservas de gordura.

As gorduras no organismo do animal estão em equilíbrio entre o tecido adiposo (reservas de gordura) e o fígado. E, quando ocorre uma rápida mobilização das reservas o fígado não tem capacidade de as transformar, ficando em sobrecarga.

A lipidose hepática pode levar a alterações irreversíveis no fígado do gato, e sem assistência médico-veterinária pode ser fatal.

Agora já sabe! Se por algum motivo o seu melhor amigo de quatro patas deixar de comer, fale com o seu médico veterinário com a maior brevidade possível.

Carrinho de compras
Produto adicionado ao carrinho com sucesso. Vêr carrinho de compras

Subscreva a nossa newsletter!

Receba todas as novidades e artigos do nosso blog!


    WhatsApp