Artrose Canina: sinais e diagnóstico

Artrose Canina: sinais e diagnóstico

Março 14, 2020
Dr.ª Patrícia Azevedo
Médica Veterinária

A artrose canina é um problema crónico degenerativo, mais comum em cães idosos, normalmente entre os 8 e os 13 anos. Carateriza-se pelo desgaste das articulações, que se encontram entre os ossos de forma a protegê-los contra o choque entre eles.

Em casos severos é possível que ocorra tanto desgaste que os ossos deixem de ter cartilagem para os proteger de bater entre si, comprometendo a sua mobilidade.

Por norma, é um problema que surge de uma forma progressiva, dessa forma, é possível que os sinais possam não ser entendidos pelo tutor.

Por se tratar de um processo degenerativo crónico o ideal é ser identificado precocemente e começar a tratar logo que possível. Caso contrário, pode originar graves consequências como por exemplo impedir que o animal consiga andar.

Causas de artrose em cães

A causa de artrose canina está na maioria das vezes relacionada com a idade do cão, uma vez que ao longo dos anos o suporte do animal é feito pelas articulações. No entanto, existem outros fatores que podem contribuir para o desenvolvimento desta patologia, como:

  • Patologias articulares como displasia da anca, fraturas ou deslocamento da rótula;
  • Excesso de peso
  • Excesso de uso das articulações
  • Desequilíbrio nutricional

1- Sinais de artrose em cães

Os principais sinais de artrose em cães caraterizam-se por dificuldade na locomoção e dor. No entanto, podem surgir outros sinais:

  • Claudicação, mancar
  • Relutância em andar ou em subir e descer escadas
  • Passar muito tempo deitado
  • Custar a levantar-se quando passa muito tempo deitado
  • Evita que lhe toquem e chega até a demonstrar agressividade quando lhe tocam em algumas zonas como as patas
  • Emagrecimento
  • Prostração
  • Falta de apetite

Estes são sinais que podem surgir em casos de artrose em cães, no entanto, alguns destes sinais são inespecíficos e podem ser comuns a qualquer doença que provoque dor. No entanto, se o seu cão apresentar algum dos sinais referidos deve levá-lo a uma consulta para que seja avaliado.

2- Diagnóstico de artrose em cães

O diagnóstico de artrose em cães é realizado pelo seu médico veterinário assistente através do historial do animal, exame físico e sintomas. O médico veterinário pode recorrer a exames radiográficos para confirmar o diagnóstico, assim é possível observar algumas caraterísticas de desgaste articular.

Pode também ser necessário a realização de exames complementares ao sangue e urina, de forma a descartar outras patologias.

Artrose Canina: existe tratamento?

Esta é uma doença degenerativa crónica, ou seja, como o próprio nome indica, é uma doença em que ocorre degeneração de uma forma progressiva, gradual e contínua. Não sendo possível reparar a cartilagem que já está destruída.

No entanto, é possível atrasar a degeneração, daí a importância de um desgaste precoce. O tratamento da artrose em cães baseia-se, essencialmente, no controlo da dor, redução da inflamação e favorecer a recuperação da mobilidade articular.

 

1- Utilização de fármacos

O seu médico veterinário pode prescrever medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios para diminuir a dor em casos de dor aguda, uma vez que apesar da artrose estar presente de uma forma crónica, em determinadas alturas, por determinadas razões, pode agudizar e causar dores intensas e falta de mobilidade.

A longo prazo, como coadjuvante do tratamento também podem ser prescritos pelo médico veterinário condroprotetores à base de suplementos naturais.

2- Fisioterapia

Alguns exercícios podem ser realizados em casa pelo tutor, desde que ensinados pelo médico veterinário. A fisioterapia tem por objetivo ajudar a recuperar a mobilidade das articulações do animal através de exercícios passivos.

Também a hidroterapia é utilizada com bastante sucesso na recuperação de pacientes com problemas articulares degenerativos.

3- Atividade física

Um cão com artrose canina não deve nunca sobrecarregar as articulações, no entanto, deve sim fazer alguns movimentos ativos, de forma a melhorar a mobilidade. Pode fazer alguns passeios curtos e a passo devagar ou até mesmo nadar na praia, piscina ou rio com o seu cão, caso ele esteja habituado e goste.

É natural que o animal esteja mais relutante à pratica de exercício físico devido à sua mobilidade reduzida, no entanto deve incentivá-lo encontrando atividades divertidas.

4- Alimentação

A alimentação deve ser adequada às necessidades nutricionais do cão sénior. Os alimentos para cães séniores são adaptados às suas necessidades nutricionais e ainda são suplementados com algumas vitaminas e outros nutrientes que auxiliam em problemas característicos em cães idosos.

 

5- Emagrecimento

Um cão com problemas articulares deve ter um peso adequado, uma vez que quanto mais peso as articulações fragilizadas tiverem que suportar, maior o desgaste.

Em fases inicias de artrose em cães, o emagrecimento do animal por si só traz melhorias a nível dos sinais clínicos.

 

6- Cuidado com as diferenças de temperatura

É natural que as diferenças de temperatura, em especial, quando o clima se torna mais frio, que o cão possa piorar clinicamente. Assim, é necessário que o proteja das diferenças de temperatura e lhe proporcione conforto.

Cães com este tipo de problemas devem dormir em casa em locais quentes e confortáveis numa cama ou ninho, e se necessário com cobertores.

 

Como prevenir a artrose canina?

Como já vimos, a artrose em canina é uma doença que afeta maioritariamente os cães séniores, no entanto, existem vários fatores que podem contribuir para o desenvolvimento da doença, ou piora dos sinais clínicos. Assim, é possível tomar algumas medidas, para prevenir que o seu animal sofra desta doença, como:

  • Evite o sobrepeso ou obesidade, desde cachorro;
  • Não permita que o cão faça exercício físico intenso;
  • Faça caminhadas e exercício físico ligeiro com o cão, para que não perca mobilidade articular, habituando-o assim a um estilo de vida mais ativo;
  • Opte por uma alimentação equilibrada e em caso de dúvida contacte o seu médico veterinário.

Caso o seu cão tenha algum problema hereditário ou de outra origem relacionado com problemas articulares, informe-se com o seu médico veterinário acerca de medidas mais específicas para a prevenção de artrose em idade sénior.

Esteja atento aos sintomas da artrose em cães e ao primeiro sintoma leve o cão a uma consulta para que seja realizado um diagnóstico e tratamento precoce.

Carrinho de compras
Produto adicionado ao carrinho com sucesso. Vêr carrinho de compras

Subscreva a nossa newsletter!

Receba todas as novidades e artigos do nosso blog!


    WhatsApp